Carinho Nos Felinos: Onde Podemos Tocá-Los

Carinho Nos Felinos: Onde Podemos Tocá-Los

É comum as pessoas acharem que os gatos são muito independentes em não demonstram carinho e afeto. A verdade é que diferente dos cães, que são mais espoletas e receptivos, os gatos são mais discretos e reservados. Portanto, cabe a nós aprender a compreender melhor suas preferências e comportamento singular.

Ter contato físico, com seu tutor, é um ato extremamente importante para os animais de estimação. Por esse motivo, neste artigo vou te contar um pouco sobre carinho nos felinos: onde podemos tocá-los e qual é a melhor forma de fazer isso.

Os peludos felinos são bem sensíveis às carícias e ao tato. No entanto, vale a pena orientar que não são todas as áreas de seu corpo que eles gostam de ser tocados, sendo que em certas partes eles podem até sentir dor. Porém, quando bem tocados, podem ficar calmos, tendo alívio do estresse e ainda mais confiante naquele que os acaricia.

Além do mais, existem evidências científicas de que, para os seres humanos, ter contato físico e emocional com os felinos, é um ato terapêutico, que aumenta a nossa longevidade, alivia as tensões do dia a dia, diminui a ansiedade e causa sensação de bem estar, melhorando a nossa qualidade de vida em todos os sentidos.

 

Carinho Nos Felinos E As Áreas Que Podemos Tocá-Los:

Cabeça: A maioria dos felinos são bem receptivos com o “cafuné” e outros carinhos na cabeça, só tome cuidado para não puxar o bigode dele e acabar deixando-o irritado.

 

Pescoço e coluna vertebral: Essas são as áreas onde os gatos mais gostam de ser tocados, pois são os locais mais relaxantes.

Abdômen: Esse é um dos locais mais sensíveis do corpo dos felinos, alguns adoram carinho na barriga, mas em alguns momentos eles podem se sentir vulneráveis e um pouco irritados por estarem em uma posição de extrema exposição.

Algumas Dicas Sobre O Jeito Certo De Acariciar Um Gato

Como eu disse, no início deste artigo, os gatos são animais com instinto mais independente. Eles gostam de ficar mais “na deles“. Apreciam um bom esconderijo, gostam de ficar sozinhos, observando e não curtem muita “melação”. Portanto, eles não costumam serem adeptos ao toque o tempo todo, dependendo do gato ele vai pedir carinho, mas isso não é comum.

Então, uma dica para não ser arranhado ou ser rejeitado, só dê carinho ao gato quando ele vier até você, espontaneamente. O gato sempre gosta de dominar tudo. Logo, é bom não forçar nada, mesmo que você queira apenas o bem dele.

Outros momentos que não aconselho tentar dar carinho ao gato, é quando ele estiver se higienizando, comendo, estressado, agressivo por algum motivo ou, simplesmente, quando você se aproxima e ele se afasta.

Não é possível prever quando o gato não está em um momento propício para receber carinho e irá ter uma reação negativa, seja mordendo ou arranhando, com o humano que tenta se aproximar dele. Quando os felinos querem ser agradados, eles demonstram isso de algumas formas. Que de tão sutis, podem passar despercebidas por tutores inexperientes.

Geralmente, os sinais mais comuns, são: se aproximando, seguindo seu tutor, se esfregando, virando as patas para cima, lambendo ou ronronando.

Por mais complicado que pareça ser aproximar-se dessas pequenas ferinhas, de personalidade forte, tudo é questão de jeito e paciência em aprender a compreendê-los. Sabendo o que pode e o que não deve fazer nessas horas, você já está com meio caminho andado para ter uma boa experiência.

Respeite o tempo e espaço dos felinos, assim você terá uma boa relação com eles.

 

Fonte:

https://meusanimais.com.br/como-acariciar-um-gato-corretamente/

http://www.resgatinhos.com.br/como-os-gatos-demonstram-carinho/

https://pt.wikihow.com/Acariciar-um-Gato

 

Recomendado para você:

Comentários

comentários

Faça um comentário

Os campos marcados com * são obrigatórios. Seu endereço email não será divulgado.